segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

As conferências no Ashtanga Yoga Institute of Mysore



Normalmente a cada domingo, às 16.30, há conferência no Shala.
Agora quem fala é o Sharath, o neto do Guruji que com os seus 93 anos deixou de ensinar e por isso, o neto assumiu as suas funções. Quando entrámos no Shala, este domingo, estava completamente cheia de alunos, todos se sentam uns ao lado dos outros e aguardam que o professor comece a falar, o silêncio é total. Sente-se o respeito dos estudantes por aquele lugar e por Sharath. Depois de o professor iniciar a conferência, dá a oportunidade de os alunos lhe fazerem perguntas. Muitas vezes ninguém fala e ficamos todos em silêncio, noutras as perguntas surgem umas atrás das outras. Desta vez houve várias. Ele respondeu a todos com alguns exemplos e também algumas piadas. O mais importante foi que, o corpo só muda se a prática for regular, constante e diária. Se estivermos 1 mês, 2, 3, 4, 5, 6, etc a praticar 6x por semana, o corpo muda e com isso a mente muda. Não podemos ser preguiçosos, muitas vezes os alunos começam a praticar e ao se aperceberem o quão difícil é manter uma disciplina, atravessar os obstáculos físicos, mentais e emocionais, simplesmente desistem, assim nunca iram conseguir ter plena consciência do que são, plena liberdade e realização. O Ashtanga Yoga é utilizado para que nos libertar das limitações, dores, tristezas, angústias, para atingirmos um estado de leveza, tranquilidade, felicidade - no fundo de auto-realização. Ele acabou com esta frase "no pain no gain", ou seja, se não nos esforçamos não alcançamos nada.

* Sharath Rangswamy

3 comentários:

Anónimo disse...

Este post não vem assinado, mas presumo que seja da Vera - pelos vistos bem chegada! As suas palavras ecoam bem fundo cá dentro de mim...pois é, pois é, sempre tantos obstáculos para uma prática contínua. A Vera tem razão, mas também acredito que qualquer esforço é um bom esforço, e se não posso dedicar-me 100% ao ashtanga, pelo menos vou tentando, vou persistindo...
Beijos e boa estadia!
Inês Vaz Pinto

Ashtanga Cascais Yoga Shala disse...

Mas isso já é uma forma de disciplina, porque no meio do seu dia-a-dia tenta arranjar tempo para a sua prática. E sem dúvida que se nota a evolução de cada vez que está no tapete...
Muitos beijinhos. Namastê!

Vanda disse...

Saudades tuas Verinha... como penso um dia aí estar e... como penso e sei q um dia a minha prática vai ser diária.... cá estamos na luta.

O Maurício parece ser um amor... lol...
Bjs